Make your own free website on Tripod.com
 OS MODÊLOS DOS INVENTOS DE LANDELL
LUIZ NETTO
 
Muitas pessoas se perguntam o que foi feito dos Modêlos do Transmissor de Ondas, Do Telefone Sem Fio, e do Telégrafo Sem fio, que Landell levou desde 1901 a 1904 para obter as patentes no U.S.Patent Office em Washington. Que teria acontecido, os modelos ficaram lá no Departamento de Patentes, Landell os teria trazido para o Brasil? E se os trouxe onde ficaram? Ainda existem? Onde estão? Ou... nunca foram construidos? - Esta última indagação é sugerida as pessoas que pesquisam e analisam mais de perto os papeis das patentes. Os desenhos técnicos, os diagramas eletrônicos, estão acompanhados por duas pequenas palavrinhas: " No Model ".  Em recente conversa com um de seus biógrafos o jornalista Hamilton Almeida discutíamos exatamente sobre este ponto. Então as patentes teriam sido obtidas sem apresentação de modelos funcionando? - Fácil assim?
 
Bem, sabemos o quanto exigentes são até hoje os norte-americanos nessas questões, e não lhe teriam dado as patentes caso ele não tivesse provado de maneira prática e cabal o funcionamento destes. Se todos os pontos de suas especificações relativamente às propriedades físicas dos aparelhos não fosse cumpridas, se não funcionassem de acordo com seu memorial descritivo, se não cumprissem as funções propostas, ele não teria conseguido as patentes. Sabemos o quanto esta questão da transmissão por ondas eletromagnéticas era concorrida por muitos inventores no início do século passado, e daí todos os cuidados para não expôr os inventos de modo que pudessem ser copiados por algum espertinho... e como houve tantos deles!! que logo corriam a patentear algo que havia custado o trabalho de muitos anos a alguém... Em minhas pesquisas encontrei um documento que lança alguma luz sobre esta questão.
 
É um documento da Scientific American - Munn & Co. dirigida à Landell, que interpreto como alguém intermediando, fazendo um serviço de consultoria, uma orientaçao sobre qual o melhor caminho a seguir para a obtenção das patentes do telefone e telegrafo sem fio do padre Landell com o Departamento de Patentes, que ao mesmo tempo que diz que as solicitações das patentes devem ser seguidas de demonstrações práticas dos principios e modos de operação dos aparelhos, diz que no estado em que estava já o desenvolvimento dos aparelhos não convinha à Landell apresentá-los, pois seria prejudicial.
 
A minha interpretaçao é que Landell construiu efetivamente esses aparelhos, fez a demonstração que precisava fazer para o Departamento de Patentes, e provávelmente nunca deixou lá depositado ou custodiado esses aparelhos, para não correr o risco de que alguém com informações importantes sobre os inventos, conseguisse um "bypass" e lhe passasse na frente...!! -  Pirataria é coisa antiga!!... Quem sai na frente de uma invençao ou descoberta importante pode até levar um NOBELL. Se  Landell trouxe esses aparelhos para o Brasil ou não esse é outro mistério que fica aí a pedir por pesquisas e quem sabe alguém mais afortunado se depare com a resposta a esta pergunta e possa ainda ser contemplado com algum documento que ainda esteja guardado por alguém.
 
Na minha opinião deve tê-los trazido e depois que se decepcionou irrevogavelmente com  as autoridades que não lhe deram o apoio necessário para continuar com suas pesquisas provavelmente os destruiu, pois sabemos que após seu retorno sua mente científica não se ocupou mais destes assuntos e sim de outros como por exemplo o notável estudo do PERIANTO, onde o padre Landell descreve como obteve a foto do duo bioplasmático do corpo de um bichinho que acabara de expirar. Sua decepção e mágoa foram profundas. E ele tinha razão para tanto, pois até hoje onde estiveram as autoridades de estado que conhecendo seu valor científico, nada fizeram para resgatar à memória nacional este nome tão ilustre? - De seu Estado Natal  o Rio Grande do Sul, tivemos Ministros de Estado e até presidentes da República!  Nesse aspecto temos que louvar a iniciativa de científicos através da Revista Cientifica editada pela FAPESP - que recentemente por ocasião da comemoração dos quinhentos anos de Brasil, publicou uma matéria colocando-o científicamente no lugar que sempre mereceu.
 
Vejam abaixo o documento, razão de nosso arrasoado que consolida nossa convicção que de fato construiu seus modelos:
 
 
 
 
                 Scientific American 
                   MUNN & CO. 

                   May,22,1902 

           Mr. Robert Landell de Moura, 
           Dear Sir, 
                                                                              In the matter of your two applications 
           for patents for Wireless Telephone and Wireless Telegraph, Serial Numbers 77,576 and 89,976, 
           we beg leave to make the following explanation of the status of these cases. The last official 
           action in both these cases was March 14,1902, and the cases must be prosecuted within one year 
           os this date; otherwise they become forfeited. The cases both await a practical demonstration 
           of the principle and modes of action, alleged, as you will see from the enclosed copies of the  
           official letters. The two visits made you at Georgetown University by our Mr. Byrn convince us 
           that no advantage would be obtained by exhibiting the apparatus to the Patent Office Examiner 
           in its present state of development. On the contrary, we think it might prejudice your cases. 
           If you are willing, as you have suggested, to omit from the cases the wireless theories and prin 
           ciples alleged, and confine your patent patent claims, descriptions, and drawings to the mechanical 
           features alone, in wich the box its acessories.. 
 

Tradução:
 
 
Maio,22,1902 

Sr. Roberto Landell de Moura 

Caro Senhor 

No que se refere as suas duas solitações de patentes para o " Telefone Sem Fio" e o " Telégrafo Sem Fio", de números 77.576 e 89.976, respectivamente, vimos através da presente informar acerca da situação das mesmas. A última ação oficial de ambos os casos é datada de 14 de Março de 1902, e processo deve ser julgado dentro de um ano, a partir desta data, sendo que os pedidos podem até serem declinados. EM AMBOS OS CASOS NECESSITAM DE UMA DEMONSTRAÇÃO PRÁTICA DOS PRINCIPIOS E MODOS DE OPERAÇÃO, como o senhor pode ver de conformidade com as cópias anexadas nas cartas oficiais. O Sr. Byrn fez duas visitas na Universidade de Georgetown, convenceram-nos de que não seria vantajoso exibir os aparelhos no atual estágio de desenvolvimento ao Inspetor do Departamento de Patentes. Acreditamos que a apresentação no presente momento poderá ser prejudicial às pretensões de Vossa Senhoria. Sugerimos que omita os princípios e teorias do Telefone Sem Fio e Telégrafo Sem Fio, limitando-se a solicitar as patentes referente as características mecânicas dos aparelhos mencionados. 
 
 

Retornar à página principal