Make your own free website on Tripod.com
 
CORREIO DO POVO
PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 22 DE JANEIRO DE 2002
Missa relembra Landell

Os familiares do padre Roberto Landell de Moura, cientista e precursor da radiotelefonia, participaram ontem de uma missa na Igreja Nossa Senhora do Rosário, em alusão aos 141 anos do nascimento do patrono dos radioamadores brasileiros. O sobrinho Guilherme Landell de Moura, provedor da Irmandade São Miguel e Almas, deseja que os restos mortais do tio fiquem na Nossa Senhora do Rosário, onde foi pároco entre 1915 e 1928. 'Queremos ver se até o dia 30 de junho, nos 74 anos de sua morte, a situação seja resolvida', disse.

O desejo é também do atual pároco da igreja, padre Remídio José Bohn. 'Seria uma graça ter seus restos mortais conosco', afirmou, lembrando que o padre morreu aos 67 anos em um quarto do Hospital Beneficência Portuguesa, meses depois de sua nomeação para arcediago (primeiro entre os diáconos). A remoção dos ossos também tem o objetivo de acabar com o risco de violação da lápide do túmulo, como ocorreu em janeiro de 2000 no Cemitério dos Padres, localizado na Gruta da Glória.
 
 

Guilherme Landell de Moura
Sobrinho do Padre Landell de Moura


Correio do Povo
Porto Alegre - RS - Brasil