Make your own free website on Tripod.com

Em vez de festa, trabalho no CPqD

O ministro Sérgio Motta informou que na Lei Geral de Telecomunicações há um artigo que trata especificamente do futuro do CPqD. O Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Padre Landell de Moura será transformado numa entidade independente, provavelmente sustentada por um fundo, para o qual colaborarão todas as empresas do setor de telecomunicações. "Nós queremos tornar o CPqD mais forte e independente, a partir da privatização do Sistema Telebrás", afirmou o ministro. 

O CPqD foi criado em 1976 com o objetivo de desenvolver equipamentos para o Sistema Telebrás. Seu nome é uma homenagem ao padre Roberto Landell de Moura, que no início do século registrou três patentes nos Estados Unidos: o telégrafo sem fio, o telefone sem fio e o transmissor de onda. 

Hoje, o CPqD é responsável pela criação de software, desenvolvimento de normas e estudos de viabilidade técnica e sofre uma série de transformações, desativando departamentos que trabalham com pesquisa pura, que é papel das universidades, e concentrando-se cada vez mais em seu objetivo, que é fornecer soluções ao SistemaTelebrás.                                                                                                                                             Renato Cruz

Retornar  à página principal